Dicas gerais

Além de tomar medicamento para sua retocolite ulcerativa ou doença de Crohn (doença inflamatória intestinal (DII)), você também precisará prestar atenção ao que você come, sua condição física e qualquer outra medicação que esteja tomando (mesmo se parecer não ter relação nenhuma com a DII).

Encontre abaixo algumas dicas gerais para controlar sua DII:

  • Siga o plano de tratamento fornecido pelo seu médico: Tome o medicamento receitado pelo seu médico. Não interrompa porque está se sentindo bem - converse com seu médico  quando você poderá descontinuar a medicação
  • Quando apresentar uma crise: iniciar o tratamento conforme orientado pelo seu médicoou consulta-lo assim que perceber os sintomas. Sempre mantenha um pequeno estoque de sua medicação para que possa iniciar o tratamento imediatamente.
  • Infecções estomacais podem desencadear uma recidiva em pessoas com retocolite ulcerativa - preste atenção à higiene ao preparar alimentos e evite situações nas quais você poderá ser exposto a infecções intestinais
  • Evite alimentos ou situações que você, com base em sua experiência, já sabe que podem desencadear uma recidiva e mantenha uma dieta elaborada junto a um profissional
  • Evite tomar agentes anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como indometacina, ibuprofeno e naproxeno. Em algumas pessoas, essas medicações podem desencadear uma crise de sua doença intestinal;
  • Pare de fumar, principalmente se tiver doença de Crohn - o risco de recidiva e cirurgia é duas vezes maior em fumantes do que em não fumantes.
  • Tenha cuidado ao utilizar medicamentos antidiarreicos. De um modo geral, medicamentos antidiarreicos, como loperamida ou codeína, podem ser um bom tratamento para alguns pacientes com DII, mas também podem ser perigosos para outros. Sempre converse com seu médico antes de tomar um medicamento desse tipo

Hemorroidas - embora pessoas sem DII possam ser facilmente tratadas para hemorroidas em caráter ambulatorial, pacientes com DII nunca devem ser submetidos a uma simples cirurgia do reto sem uma avaliação cuidadosa de um especialista.

Feedback